No seguimento de uma sondagem activa aqui no Armabranca.com, trazemos para a frente um dos temas que mais tendência causa nos admiradores de facas e canivetes, onde cada um manifesta a sua preferência por diferentes razões. Falamos do acabamento final da lâmina. Embora não sejam as únicas opções disponíveis, a generalidade dos fabricantes coloca ao dispor do consumidor artigos de lâmina preta, fosco (ou escovado) ou polido. Aqui vamos procurar analisar os pontos fortes e fracos de cada um:

black_bladeAcabamento Negro

As lâminas pretas não são em vão associadas à utilização militar de facas e canivetes. O processo de pintura ou anodizagem do aço com pigmento preto é um procedimento comum em facas destinadas a uma utilização especial. O negro reduz a capacidade de reflexão da lâmina ao seu mínimo, evitando assim que o operador não seja denunciado pelo flash de uma lâmina polida. Mais no domínio da utilização quotidiada, as lâminas pretas marcam a diferença pelo estilo. O acabamento negro, especialmente os que contém na sua composição Nitrato de Titânio, ajudam à protecção do aço contra corrosão, contudo é uma lâmina mais difícil de manter imaculada especialmente se for uma peça usada em trabalho. Adicionalmente, enquanto novas, as lâminas tendem a largar pigmento e a sujar mãos e roupa – recomenda-se um desgaste inicial ligeiro para prevenir situações indesejadas. Em determinados contextos uma lâmina preta pode intimidar mais do que uma lâmina comum.

satin_bladeAcabamento Fosco

Com um nível intermédio de anti-reflexo, não ostentam tanto “peso” quanto as lâminas negras. São igualmente difíceis de serem mantidas como novas mas se forem bem estimadas são lâminas lindíssimas e contribuem de forma decisiva para o aparato visual da faca. Menos intimidantes que a lâmina preta e, considerada por alguns, uma escolha mais selecta. Este efeito é geralmente conseguido mediante um banho de ácido antes da afiação, o que se traduz num custo acrescido.

polish_bladeAcabamento Polido

Capaz de reflectir luz com facilidade, uma lâmina polida pode ser uma grande vantagem para fins de sinalização em termos de sobrevivência. Como não tem tratamento aplicado, o bom estado da lâmina dura muito mais tempo mesmo depois de afiar o gume – mais fácil na manutenção. Torna a faca mais barata e num canivete comum não se torna num elemento tão constrangedor para terceiros como uma lâmina preta – é mais comum logo é mais aceite. Contudo, ao nível de combate, está provado que uma lâmina brilhante tende a intimidar mais o adversário.

Mas mesmo vistas as diferenças, existe algo que prevalece sobre todas elas: o gosto pessoal. Siga o que o seu coração pede e ficará, por certo, satisfeito.