Archive for Abril, 2009

Aços: H-1, o Incorrosível

Em ambientes próximos da existência de grandes massas de água salgada, a manutenção de facas requer um cuidado especial pois precisa de ser mais periódica do que o normal. Com o H-1, um recente aço japonês, tal manutenção não é necessária, com excepção do próprio acto de afiar quando necessário. Resumindo: é um descanso.

Segundo o próprio Sal Glesser, director e dono da Spyderco, o H-1 foi submetido ao teste de corrosão Q-Fog e superou por larga margem a resistência do já resistente 440C. A capacidade de corte, embora não seja perfeita, é equivalente ao AUS-8 e AUS-6, sendo mais que suficiente para os mais variados fins de trabalho.

O H-1 é uma liga pertencente ao grupo dos endurecidos por precipitação, sem recurso a tratamento de calor(1), e é um dos aços nitrogenados sendo que ao substituir o carbono como matriz de base, torna-o imune à corrosão provocada pelo cloro. Por ter este aditivo de nitrogénio, o H-1 coloca-se num patamar semelhante aos aços CPM-S30V, X15Tn e Infi.

A Spyderco Salt 1 FRN é um dos exemplos de canivetes que, garantidamente, não enferruja

A Spyderco Salt 1 FRN é um dos exemplos de canivetes que, garantidamente, não enferruja

Desde 2003 que este aço pode ser encontrado em particular em duas marcas: Spyderco e Benchmade. É recomendado que ao comprar um destes canivetes seja verificado também de que aço é composto o sistema de travão e molas. Da Spyderco podemos dizer que todas cumprem o exigido que é não enferrujar.

_____
(1) Processo que envolve o aquecimento/arrefecimento de forma a que a liga adquira determinadas características físicas.

As míticas facas do Rambo

Uma coisa é inegável: para o leigo uma faca de mato de avultadas proporções é uma “faca do rambo” – tal como o termo água mineral sem gás é popularmente substituído por “água do luso”. Mas hoje irei falar das verdadeiras facas do Rambo, ou pelo menos, das reproduções exactas às que foram usadas nos quatro filmes da saga protagonizada por Sylvester Stallone.

Rambo I – First Blood

rambo1Tudo começou aqui e uma faca foi imortalizada num filme que, discutívelmente, é aclamado como o melhor da série. O seu desenho teve mão do próprio Stallone durante a preparação dos adereços para o filme. A sua silhueta evidencia uma lâmina de perfil estilo Bowie e uma inconfundível serrilha de passo largo no dorso. Não obstante desta serrilha ter uma utilidade duvidosa, contribui de forma decisiva para o aspecto final da peça. O seu comprimento é de 355 mm com lâmina de 228 mm e 6.5 mm de espessura. O acabamento é feito parte polido e parte esmerilado; o punho é cilíndrico e cordado com fio verde. Vendida com baínha em pele natural castanha.

Rambo II – First Blood: Part II

rambo2O segundo filme recuperou o formato da faca original mas colocou-a sob efeito de “esteróides”, passo a expressão. A lâmina torna-se mais larga e foram reformulados alguns aspectos de cariz cosmético: o punho é agora cordado a negro, conta com (o que parece) um quebra-vidro no pomo da empunhadura. A parte central da lâmina é pintada agora a negro anti-reflexo e a baínha apresenta-se fabricada em couro natural preto. No interior do punho poderemos encontrar alguns acessórios de sobrevivência dentro de uma caixa estanque.

Rambo III

rambo3Se a evolução da primeira para a segunda faca foi ligeira, o mesmo não acontece da segunda para a terceira. Até ao momento esta era a faca maior, mais pesada e de desenho mais elaborado. A forma da lâmina está lá, a serrilha ainda figura em cena mas parece que quer desaparecer e a desproporção do tamanho da lâmina em relação ao resto da faca é compensado pelo exagerado anel de guarda e pelo prolongamento do pomo. O impacto visual desta faca é inegávelmente maior do que as predecessoras e a sua ergonomia é, em teoria, maior – mas coloca-se em causa a versatilidade de uma faca tão grande. De qualquer forma, esta é uma faca para aparecer no grande ecrã e ser icónicamente famosa, não para ser usada. O cabo é agora em madeira com acabamento a meio-brilho, e a faca vem acompanhada de uma baínha castanha em pele natural.

Rambo IV

rambo4A faca usada no mais recente filme do ex-boina verde mais famoso do mundo não dá continuidade à crescente exuberância das facas anteriores, mas reforça as exageradas dimensões e peso do modelo anterior. Esta faca (ou mais precisamente cutelo) conta com uma estonteante lâmina em aço carbónico 1060 com um comprimento de 450 mm e uma espessura de 6.5 mm. Sendo a original manufacturada a partir de uma peça única de aço, também todas as reproduções realizadas pela Master Cutlery são forjadas e moldadas à mão, tornando esta na mais cara da série, ao lado da faca Rambo III. Esta “menina” é dez vezes mais bonita quando pegada do que vista numa imagem e falo-vos de experiência própria. O cabo é revestido a tiras de couro negro e esta peça é vendida com uma baínha em couro castanho para colocar ao cinto.

As Reproduções Oficiais

A reprodução levada a cabo pela Master Cutlery de todas estas peças é de um rigor absoluto, dignas de exposição num museu. Dos quatro modelos foram feitas duas edições: Standard e  Signature Edition. Esta última apresenta peças numeradas e de edição limitada a poucos milhares para todo o mundo (entre 5000 e 10000 consoante o modelo). Ainda existe uma edição de aniversário de edição ainda mais limitada mas apenas disponível na faca Rambo I e Rambo III. Tal como qualquer outra peça de colecção, quanto mais limitada é a edição mais forte é o investimento e o valor que se obtém.

Qualquer que seja a edição o rigor de fabrico é excepcional e enquanto os modelos referentes aos três primeiros filmes transparecem perfeição, a do quarto e último filme revela um trabalho diferente, mais rude e irregular mas não menos belo e digno de admiração.

Brevemente (dentro de 15 dias, no máximo) vamos receber alguns exemplares dos 4 modelos em edição assinatura da Master Cutlery. Como não são muitos estamos a aceitar pré-reservas para que os que estão verdadeiramente interessados possam adquiri-las mais oportunamente. Enviem-nos um e-mail a pedir mais informações e a solicitar reserva.

Mais informações/fotos: Site oficial Master Cutlery

Já escolheu o seu Gerber?

A Gerber veio definitivamente para ficar. Uma marca de renome no mercado tem-nos brindado com artigos de excelente qualidade, funcionalidade, aliados a designs únicos e inovadores. Os novos Multitools da Gerber estão aí e prometem dar que falar e usar!

Gerber DieselDiesel

Possui elevada robustez , bem como um sistema de abertura rápida mediante sistema de pinças retrácteis. É necessário apenas de movimentar o pulso para as pinças saltarem prontas para a frente!  Possuir várias ferramentas num tamanho acima do comum, proporcionando uma melhor manipulação. Estas encontram-se ainda posicionadas na parte de fora do alicate e são equipadas com o sistema de bloqueio Saf.T.Plus™. Com o Diesel vai sair-se sempre bem em trabalhos simples ou até mesmo mais elaborados! Disponível em versão Inox e Preto.

Gerber FlikFlik

O mais recente alicate de abertuta rápida lançado pela Gerber. À semelhança do Diesel com apenas um movimento de pulso, as ferramentas ficam a “postos”, saltando para frente. Ideal para tarefas de uso diário, as ferramentas encontram-se posicionadas para a parte de fora, de fácil e rápido acesso. O Flik apresenta ainda um design sofisticado que irá ser motivo de inveja… Disponível em versão Inox e Preto.

Gerber RipstopSuspension e Ripstop

O Suspension e o Ripstop (em muito iguais na funcionalidade) são alicates com sistema de abertura Butterfly, que com um movimento natural de dobragem dos dois cabos revelam um par de pinças de precisão auxiliadas por mola. Desta forma o seu manuseamento é facilitado e a fatiga é reduzida em períodos de utilização prolongada. Podemos contar com um largo conjunto de ferramentas, de acesso pelo exterior do alicate. Dado que é fabricado em aço, pode-se sentir a solidez  e resistência desta multi-ferramenta. Por não serem peças pequenas, são prefeitamente compatíveis com mãos grandes que geralmente se atrapalham com os mini-alicates. Incluem uma bolsa em Nylon balístico.

Gerber ClutchClutch e Shortcut

De reduzida dimensão, o Clutch pode ser usado como porta-chaves ou mesmo num bolso,pronto a usar sempre que necessário. Possui pinças de alicate de pontas, bem como um design único, com acabamentos em alumínio aeronáutico. O Shortcut é bastante semelhante ao Clutch, mas em vez das pinças de alicate onta com uma poderosa tesoura de qualidade Fiskars. Compactos e de design atraente e inovador, o Shortcut e o Clutch podem ser usados como porta-chaves ou simplesmente levados naquele pequeno bolso das calças de ganga ideal para canivetes.

Gerber ArtifactArtifact

Um pequeno mas apetrechado exemplo de bom design que mais parece um x-acto em miniatura. De facto funciona e comporta-se como um x-acto mas com a vantagem de ter lâmina móvel com travão de segurança. Vem equipado com uma série de outras funcionalidadas como chaves de fendas, abre-cápsulas e mini pé-de-cabra, assim como uma caixa com 3 lâminas de substituição.

IWA 2009 – Futuras Marcas

Como parte final colocamos aqui algumas marcas que ainda não foram trabalhadas (ou pouco) por nós mas que poderão vir a fazer parte no nosso catálogo em breve – tudo depende da vontade manifestada pelos nossos clientes. Como o factor novidade não foi tão bem explorado como nos outros fabricantes, deixamos aqui também uma apreciação ao trabalho deles de forma a poder aguçar o apetite para o que pode estar aí ao virar da esquina.

A FKMD Predator II, um canivete avançado e bastante famoso

A FKMD Predator II, um canivete avançado e bastante famoso

Uma das marcas que anda pelo nosso catálogo marcada como “Brevemente” é a Fox Knives, um fabricante italiano que apresenta uma vastíssima gama de facas e canivetes de alta qualidade repartidas em duas frentes: consumidor geral e profissional. A primeira destina-se ao público final e a segunda ao profissional militar. Tivemos com alguns exemplares na mão e posso dizer que surpreenderam pelo acabamento e consistência face ao preço final que atingem. Consulte o site oficial da FKMD para ver mais sobre a vertente táctica.

As facas H&K são de fabrico Benchmade

As facas H&K são de fabrico Benchmade

Dos Estados Unidos chega-nos a Benchmade, um fabricante bastante famoso pela sua grande variedade na oferta e extrema qualidade de concepção. Como se não bastasse, também são eles que fabricam os canivetes para a H&K – uma prova irrefutável do seu rigor de fabrico aliado a uma capacidade excepcional de criação e design. Também eles dispõem de dois catálogos: geral e militar – ambos disponíveis para venda ao público mas com requisitos e especificações técnicas diferentes devido ao fim a que se destinam. Ver mais no site oficial.

A Blackhawk Type-E, baseada na famosa MOD CQD Mark I

A Blackhawk Type-E, baseada na famosa MOD CQD Mark I

A Blackhawk, conhecida marca de equipamento e vestuário táctico de altíssima qualidade, tem a sua secção de cutelaria cada vez mais ampliada. Como é de conhecimento público, a antiga MOD (Masters of Defense) foi adquirida pela Blackhawk pelo que não só alguns famosos modelos foram importados directamente para o novo nome, como o estilo, design e qualidade final são aplicados em novas criações. Esta será sem dúvida uma das apostas do Navalhas.com, atitude que será do agrado do cliente mais exigente.

A SEAL Trident, uma das facas mais famosas da SOG

A SEAL Trident, uma das facas mais famosas da SOG

Com três letras apenas se escreve a palavra SOG – as lâminas que, segundo a própria marca, cortam projécteis de bala em pleno ar. Uma marca já por nós trabalhada anteriormente mas que voltará agora com outra força e outros preços. Conhecidos pela robustez não só das facas de lâmina fixa como pela agressividade dos canivetes militares e das multi-tools ditas “de guerra”. É mais uma marca Americana de sucesso não só entre as forças militares e governamentais mas por todo os público conhecedor. Ver mais no site oficial da SOG.

A Claude Dozorme aposta forte no design e elegância

A Claude Dozorme aposta forte no design e elegância

A Claude Dozorme é um fabricante françês que se dedica à produção e desenvolvimento e modelos de navalhas tradicionais/elegantes assim como talheres de mesa com design muito interessante. Mas o que cativou o nosso olho foi o grau de simplicidade destas facas de bolso que pela sua aparência, utilização de madeiras raras e cristais Swarovski, fazem destas peças ideais para o homem ou para a mulher, dependendo dos modelos. Não são baratos mas não são excessivamente caros (algo acima dos Opinel). Visite o site da Claude Dozorme para ver mais.

Pode votar na sua marca favorita numa das sondagens a decorrer neste blog e assim contribuir para o roadmap das próximas novidades Navalhas.com – contamos consigo!

  • 1 Comment
  • Filed under: Eventos
  • IWA 2009 – Spyderco e CRKT

    A Kiwi em fibra de carbono vem consistir em mais um exemplo da nova aposta neste novo material para cabos

    A Kiwi em fibra de carbono vem consistir em mais um exemplo da nova aposta neste novo material para cabos

    E foi precisamente no stand da Spyderco que vi pela primeira vez “Prototypes – Please no Photos” (de facto, havia a proíbição na feira de tirar fotografias mas ninguém ligava). Cumprida a vontade do fabricante não tirei fotografias mas posso acrescentar que nestes protótipos figuravam canivetes com cabo transparente (possivelmente em resina), formatos de lâminas com ponta revirada para cima (ao estilo bowie), cabos com aspecto “escavacado” e rugoso e um projecto interessante de lâminas em (ou com) fibra de carbono. Estas são apenas alguns aspectos soltos que podem vir a fazer parte da próxima colecção da Americana.

    A nova Kukuri - pouco convencional

    A nova Kukuri - algo inconvencional mas interessante

    Na colecção de 2009 são de destacar vários modelos com cabo camuflado (nomeadamente do modelo Military e Para-Military), uma Native com punho em fibra de carbono, uma nova linha chamada de Police – pontiaguda e longa, ao estilo da Military mas mas fina, uma Delica com gancho para abertura rápida (de engate no bolso das calças) e a curiosa Spyderco Khukuri com um formato de lâmina pouco convencional baseado nas famosas facas Kukri. Existiam muitas mais novidades e para saber de tudo recomendo que visite o site oficial da Spyderco.

    Na CRKT pudemos ver mais de perto as novidades já anunciadas no catálogo e algumas delas são bem supreendentes. A nova série Lift Off e a estranha (mas aparentemente eficaz) tesoura de caça Cross Over foram galardoadas com um prémio no evento Weld der Messer. A série Ignitor inova, recorrendo não só à característica de abertura rápida com sistema OutBurst como a uma nova medida de segurança chamada de FireSafe que impede a abertura acidental da lâmina. E no domínio das “coisas estranhas” temos a Hole in one, um canivete cuja lâmina rebate no eixo perpendicular ao eixo normal de fecho – no fundo, torce para o lado.

    A poderosa Elishewitz F.T.W.S.™

    A poderosa Elishewitz F.T.W.S.™

    No ramo das facas profissionais a CRKT lançou apenas três modelos: a Hisshou, um punhal igualmente galardoado no Weld der Messer; a apelidada de indestrutível, Kommer IFB; e a Elishewitz FTWS – extremamente parecida com a M60 SOFTB mas mais comprida e com ponta Spear, entre outras diferenças.

    Finalmente, na vertente IDWorks (multitools e ferramentas estranhas) a CRKT tem apenas uma novidade: Cicada. Uma combinação de lâmina, tesoura, lanterna LED e abre-cápsulas em formato oval, facilmente utilizável como porta-chaves.

    Todos estes novos artigos podem ser reservados ou encomendados no site Navalhas.com, o qual devem recorrer também caso necessitem de mais informações.

  • 0 Comments
  • Filed under: Eventos
  • IWA 2009 – Extrema Ratio e Cold Steel

    [singlepic id=33 w=320 h=240 float=right]No domínio das facas e canivetes tácticos (uma das nossas áreas preferidas) as novidades foram bastantes. Desde os canivetes puramente concebidos para teatros de guerra aos meramentes inspirados na vertente militar, havia muito para onde olhar, contemplar e “largar muita baba”.

    Como não gosto de esperar avanço já para uma das nossas marcas de eleição: Extrema Ratio (ER). O design destes senhores não deixa ninguém indiferente e hoje em dia são alvo de cobiça de outros fabricantes que, de forma reservada ou descarada, copiam aqueles traços que identificam estas peças italianas. Mas como é de conhecimento público, a Extrema Ratio não vive só de looks mas de eficácia e determinação. Para o público comum a MF1 e a MF2 vêm preencher o vazio existente entre as Light Folders (BF1, BF2) e as Heavy Folders (Fulcrum II, por exemplo). Lindíssimas e e já com a nova tendência de design da ER, bem presente em vários modelos como é o caso da nova RES, o canivete de sobrevivência e salvação com três lâminas independentes. Estas foram as novidades que mais saltaram à vista mas muitas outras ficaram por admirar – é uma questão de ficarem atentos ao site da marca.

    [singlepic id=35 w=320 h=240 float=left] Também ainda da Extrema Ratio podemos enunciar a nova gama de facas de treino, pintadas em azul para diferenciar das suas equivalentes reais. Finalmente e só por curiosidade, mostro-vos a edição especial que a Extrema Ratio fez para a Lamborghini, canivete esse que é oferecido na aquisição do exclusivo supercarro Reventón. Este canivete, de edição limitada a 2000 exemplares, já estava presente em 2008 e por isso não foi novidade para nós mas é sempre bonito de ser admirado.

    A Spartan é uma faca de lâmina móvel inspirada nas espadas usadas pelos Espartanos. Resumindo: não é para brincadeiras!

    A Spartan é uma faca de lâmina móvel inspirada nas espadas usadas pelos Espartanos. Resumindo: não é para brincadeiras!

    O stand da americana Cold Steel contou com a presença permanente do incansável Lynn Thompson, mestre de artes marciais e director da fabricante. Como novidades, e começando pelas lâminas móveis, vislumbramos a Spartan – um canivete de design inspirado nas espadas Kopis; e o Mini Lawman – a versão curta do canivete elaborado com o polícia americano em mente. Nas facas de lâmina fixa pudemos encontrar a nova série Mini Tac; a OSI – grande e poderosa; o punhal Kwaiken; a Pendleton Custom Classic, entre outas. A série de sprays de defesa Inferno também estava presente como novidade, assim como as novas espadas medievais para treino.

    O lançamento destes novos produtos da Cold Steel está agendado para finais da Primavera ou início do Verão. Desta forma, muitos deles ainda demorarão um pouco a atingir a cadeia de distribuição mundial. Qualquer um destes artigos pode ser encomendado/reservado na loja Navalhas.com.

  • 0 Comments
  • Filed under: Eventos
  • Parece um Skeletool mas não é: chama-se Freestyle

    Parece um Skeletool mas não é: chama-se Freestyle

    Começemos então pelo maravilhoso mundo das multitools e canivetes suiços. A Leatherman apresentou um modelo novo baseado no bestseller Skeletool: o Freestyle. Disponível nas versões normal e CX esta compacta ferramenta herda o estilo do Skeletool e apresenta-se como uma edição light do antecessor. Sem bitdriver, mas claro: muito mais leve. Podem econtrar mais informações sobre este modelo no site oficial da Leatherman.

    A Gerber, representada pela empresa-mãe na Europa, a Silva, não apresentou nada de novo mantendo a aposta de alicates multifunções em dois sabores: one-hand opening (como o Flik e o Diesel) e butterfly (como o Suspension). Pode ser que mais para meio do ano no sejam apresentadas algumas novidades para além do catálogo de 2008.

    Novo canivete oficial do exército suiço pela Victorinox

    Novo canivete oficial do exército suiço pela Victorinox

    Na Victorinox pudemos deliciar-nos com o novo canivete oficial do exército suiço. Em tons de verde OD e preto (ver foto), com forma e funções em muito semelhante ao já excepcional Rescue Tool. Este canivete fará de certeza parte das novidades Navalhas.com logo que estiver disponível. Também uma edição comemorativa do 125º Aniversário foi apresentada juntamente com um novo estilo “Air Force” que lançam mais variedade sobre estes canivetes tradicionais.

    Newranger em novas cores e com outras funcionalidades

    Newranger em novas cores e com outras funcionalidades

    A Wenger não se deixou ficar atrás e apostou forte nos modelos mais populares como a série Newranger, apresentada agora em outras cores: verde OD, Vermelho e Amarelo. Também o Wengergrip parece ter sido ressuscitado e estará disponível em breve. De realce também foi a edição especial (ou remake) do originalíssimo canivete suiço atribuído ao exército helvético.

    Estas novidades serão lançadas no decorrer do presente ano sendo que a grande maior parte delas ainda não está disponível para venda. Cá as aguardamos!

  • 3 Comments
  • Filed under: Eventos
  • IWA 2009 – Cada vez maior

    Já passou um mês desde a realização deste evento internacional mas como ficou prometido, cá vai a reportagem da nossa visita. Pela quarta vez tomamos rumo a Nuremberga, na Alemanha, para descobrir as últimas novidades em vários sectores, nomeadamente no mundo da cutelaria – e este ano a IWA esteve em força no que toca a facas.

    IMG_9477.jpg

    Uma das facas premiadas pela edição deste ano do festival Weld der Messer

    Tal como ano passado, e salvoerro pela segunda vez, desencadeou-se o movimento Weld der Messer (Mundo das Facas) que consiste numa espécie de eleição dos melhores exemplos de cutelaria prestes a sair na colecção de 2009 dos mais variados fabricantes mundiais. Existium uma exposição temática (em paralelo à exibição principal) a qual foi documentada por mim com fotografias, presentes já na galeria que coloco à vossa disposição.

    Certo que poucas pessoas podem ter noção da dimensão da feira e em especial da Messezentrum de Nuremberga, mas como factor de comparação posso descrever que toda a Securex (feira na FIL sobre segurança realizado em Lisboa  no final do mês passado) cabia em apenas um pavilhão da Messe. Este ano a feira contou com uma área extra, totalizando os 8 pavilhões – muito quilómetro para andar pelos mais de 1000 expositores com áreas de negócios a oscilar sempre entre segurança, caça, outdoor, sobrevivência, lazer, desporto e claro, cutelaria.

    Ao contrário dos outros anos imperava uma inconveniente regra no interior dos pavilhões: nada de fotografias. Provávelmente destinado a controlar a espionagem industrial, pensamos nós. Mas o certo é que ninguém se queixava e conseguimos de forma comedida, fazer a nossa recolha. Por variadas questões é sempre impossível documentar tudo mas esperamos que gostem daquilo que vos mostramos.

  • 0 Comments
  • Filed under: Eventos
  • Facas Proíbidas – Quais são?

    Sobre a matéria legal nunca é demais reflectir sobre ela e focar determinados aspectos que, infelizmente, não fazem parte do conhecimento geral.

    Como está já discutido no artigo que aborda a Legislação sobre Facas, existe uma série de artigos que são, independentemente do comprimento da lâmina, consideradas armas proíbidas. A razão pela qual é simples: todos estes engenhos, mediante as suas peculiares características, não têm de forma assumida uma segunda utilização para além da própria agressão.

    Para clarificar as dúvidas, segue então a lista pormenorizada das armas brancas automáticamente excluídas pelo Estado Português como ferramenta de venda ou utilização livre/condicionada:

    Armas brancas dissimuladas sob a forma de outro objecto

    São todos aqueles dispositivos munidos de uma lâmina que (e aqui aplica-se o bom senso) não se assemelham com uma faca, mascarando-se de objectos do quotidiano (um telemóvel, uma caneta ou uma bengala, por exemplo). Aqui também poderão figurar as canetas de defesa (como é exemplo a Cold Steel Shark – embora seja discutível).

    Facas de Abertura Automática

    As facas com sistema automático de abertura vulgo ponta-e-mola, são proíbidas seja com sistema de abertura lateral ou frontal. Hoje em dia este conceito é um pouco retrógrado uma vez que muitas facas manuais são extremamente rápidas de serem abertas graças aos vários sistemas de alavanca e abertura assistida. Contudo, a lei é clara e é para ser cumprida. Além do mais esta faca pode ocultar totalmente a lâmina uma vez fechada, o que é uma das razões que torna este tipo de facas de venda ilegal.

    ! Actualização Importante: Segundo a legislação à data, as facas de abertura automática são permitidas desde que tenham lâmina de comprimento inferior ou igual a 10 cm. Contudo esta situação está prestes a ser alterada, resultando da proíbição total destas facas, na recente revisão à lei das armas, aprovada em Março de 2009 e que entrará em vigor, possivelmente, dentro em breve.

    Estiletes

    Aqui a lei é um pouco ambígua pois o conceito de estilete é muito vasto. Há quem considere como estilete um bisturi ou um X-Acto (e recentemente não ouvi falar de rusgas da PSP a Hospitais nem ao Staples) mas se formos ao cerne da palavra (e ao que o legislador quis dizer) poderemos extraír que o estilete é uma lâmina fina, longa e que não tem outra utilidade senão espetar. Mas, mais uma vez é tudo discutível, serão as bandarilhas dos toureiros estiletes ou um estilete é algo mais pequeno?

    Facas de Borboleta

    Estas são bem conhecidas. Caracterizam-se pelo facto de terem o cabo/punho dividido em duas partes que com movimento rápido rodam sobre dois eixos revelando uma lâmina (geralmente de duplo fio) com menor ou igual comprimento que os mesmos. Muito famosas nos anos 50 mas são hoje proíbidas em muitos países pelas mesmas razões da ponta-e-mola: lâmina oculta e rapidez de abertura.

    Facas de Arremesso

    São as ditas facas equilibradas usadas pelos fakirs no circo. É discutível se estas facas não poderiam ver a excepção à proíbição mediante justificação desportiva – afinal pouco difere da actividade de arco e flecha, e com o declínio das actividades circences bem que dava uma ajuda à arte. Estas facas têm um aspecto muito peculiar sendo que são geralmente desprovidas de cabo, resumindo-se a peças de metal afiado feito especificamente para ser atirado e espetado num alvo à distância. Podem contar com contra-pesos ajustáveis para calibrar o arremesso.

    Estrelas de Lançar

    Um derivado das facas de arremesso mas com uma forma muito mais peculiar. De origem oriental e imortalizadas no nosso imaginário pelos filmes de ninjas. São pedaços de metal recortados de forma circular com dentes ou saliências cortadas no disco de forma angularmente regular. São usadas para atirar e têm como único propósito de concepção o assassinato silencioso. São, portanto, proíbidas.

    Boxers

    Estas peças já fogem um pouco do domínio das facas sendo que se apresentam como um auxiliar da porrada. São geralmente feitos em metal e destinam-se a aumentar o poder de um murro, protegendo o agressor e prejudicando considerávelmente o alvo. Vulgarmente designados como “soqueiras”. Como não têm qualquer outra utilização são armas (brancas) proíbidas.

    E assim fica concluída a lista para que todos possamos compreender melhor os limites que a legislação Portuguesa impõe à compra, venda e detenção (seja para que fim for) de facas e canivetes.

  • 113 Comments
  • Filed under: Legislação
  • Aviso Legal

    O Blog ArmaBranca.com não advoga, sob qualquer circunstância, praticas de violência, atentados à liberdade ou integridade física, nem a utilização de peças de cutelaria para fins destrutivos ou ilegais. Este blog tem como alvo o coleccionismo e a utilização de facas/canivetes para fins desportivos ou profissionais. Para saber mais sobre o conceito de arma branca, recomendamos a leitura do Regime Jurídico aplicado às Armas Brancas.